Blog Voltar para a home

Selecione os campos abaixo:

» Veja mais

cuidados

A família pet cresceu? Veja tudo o que você precisa saber para receber seu filhote em casa

Cuidar precisa ir além de dar beijinhos no filhote e achar uma gracinha cada passinho que seu pet dá. Hoje vamos falar sobre os esforços necessários para que a adaptação do novo membro da família seja saudável e divertida. :)

A chegada de um filhote gera uma sensação gostosa de ansiedade misturada com excesso de amor. Pequenos e fofinhos, os filhotes ganham mimos e carinhos todo tempo. Afinal, é um tanto instintivo para nós o cuidado e proteção.

Veja só!

As primeiras noites do filhote

Ele vai chorar. Essa é uma afirmação concreta e previsível. Afinal, o filhote está em um local diferente, com pessoas que não conhece e sem a presença da mãe. Por isso, é natural que ele se sinta inseguro. Minimize esse desconforto preparando um cantinho para ser o seu “ninho”: quentinho, aconchegante e tranquilo.

Sobre o sono, outra afirmação é: o filhote dorme muito! Ele precisa desse soninho para poder crescer calmo e saudável. Acordar e manipular o filhote o tempo todo, pode desencadear uma sensação de não poder se tranquilizar. Inclusive, isso se refletirá em seu comportamento quando adulto: mais agitado, arisco e agressivo.

 

Alimentação correta

O alimento do filhote deve respeitar a composição ideal para essa fase da vida, já que ele precisa de ganho nutricional adequado para substituir os nutrientes que receberia pela amamentação.

Além disso, o crescimento saudável depende da ingestão de alimentos balanceados, que dão energia e estimulam os dentinhos, e a porção ideal deve ser estipulada pelo médico veterinário, avaliando as necessidades do pet. Biscoitos e petiscos também devem ser próprios para essa fase.

Outra questão é a criação de uma rotina alimentar. Treinando desde filhote, o pet se acostumará mais fácil com a disposição do alimento em horários regrados, evitando o sobrepeso mais adiante.

 

Posso começar o treinamento desde filhote?

Sim! O primeiro treinamento que o filhote passará é aprender onde fazer suas necessidades. Mas, lembre-se que ele aprende aos poucos, com a repetição, e não é incomum que alguns “acidentes” aconteçam. Para evita-los ao máximo, deixe o tapete higiênico sempre no mesmo lugar, para que o filhote memorize esse local.

O treinamento de outros comandos também pode começar cedo, desde que sejam simples e diretos. “Senta”, “deita” e “vem” são os mais indicados no início da vida do pet. O treinamento de educação com humanos é importante para que ele cresça sabendo algumas coisas. Por exemplo, evitar que ele pule sobre as pessoas. Principalmente se for um filhote de grande porte, você terá problemas mais tarde.

 

Saúde e segurança

Início de adoção de pet fará você ir algumas vezes ao médico veterinário. Afinal, é preciso fazer uma checagem completa da saúde dele e iniciar as vacinações para o seu desenvolvimento saudável - sem contar as dúvidas que podem ser respondidas pelo profissional.

Em relação à segurança, pense que o filhote é um bebê. Por isso, serão necessárias algumas adaptações para garantir que ele não estará em risco. Escadas e degraus podem gerar quedas, tomadas e fios podem causar choques e até brinquedos não indicados para filhotes podem machucá-los. Fique atento!

Seja compreensivo, atencioso e carinhoso com o seu filhote. Agora, ele te enxerga como pai ou mãe e, por isso, merece o máximo de seu amor. Conte sempre com a ajuda do médico veterinário e com as dicas que a American Line prepara para vocês.